domingo, 17 de outubro de 2010

Quer avelã?

Vou contar a minha aventura de ontem. Para vocês entenderem melhor, eu tenho que contar um pouco da minha história com o Stéphane, meu amor. O Stéphane veio de uma familia de agricultores, se não me engano, ele é da 3 ou 4 geração. Ele ainda não é agricultor, mas tenho certeza que será logo logo. Então, ele viveu no interior quase toda a sua vida; ele adora a natureza e trabalhar na terra. Isso desde pequeno. Nós quando vamos para casa dos pais dele, eu não o vejo muito pois ele está sempre fazendo algo na fazenda. Como algumas pessaos dizem, "sempre tem algo à fazer numa fazenda". Bom essa é o resumo da história dele.

A minha é bem bem diferente. Eu nasci na cidade e relativamente grande; gosto de ver gente e ler. Sou uma "citadine" como eles dizem aqui na França. Resumindo :EU ADORO UMA CIDADE!! (risos).

Ontem nós, Stéphane e eu, fomos colher avelãs e se vocês imaginam como é dificil dariam mais valor ao chocolate com avelã que comem!! Você fica agaixado , sentado, em pé, enfim, em todas as posições possiveis e imaginais. E quando digo isso não é exagero não viu!!?? Ficamos lá 3 horas e colhemos 39 kg de Avelãs!! Hoje pode dizer o quando eu estou dolorida(risos), melhor atividade fisica não existe. Foi muito legal, apasar de estar dolorida (risos), pois estavamos só nós e as arvores. E ainda tive a alegria de escutar do Stéphane a seguinte frase - dita em francês, e traduzida por mim- " Quem diria que há 3 anos anos vocês estaria colhendo avelãs no terreno do seu cunhado, hein??" E é verdade quem diria!! Eu diria a essa pessoa " você tá loco meu!! eu colher avelãs??" Olha que a boca pode pagar hehehehe !! Bom, foi um dia muito bom!! E fico feliz de conhecer esse novo mundo , o mundo da agricultura.

PS: E um pensamento amigo para os nossos irmãos Turcos, pois eles colher as avelãs com as mãos. Aqui é a máquina que faz a maior parte mas se vocês vissem o desperdício, dá uma dor no coração. Foi por isso que fomos lá colher no chão o que restava e posso garantir aqui, ainda resta e muito.

7 comentários:

Izabel disse...

Que lindo minha gata. Visse! quando se faz com alegria, é alegria felicidade que colheste. Eu ainda fico a pensar, para realmente acreditar, voce aí, longeeeeeee!!!!!!!com pessoas "estranhas". Realmente quem diria! quem diria voce cozinhando, inventando comidas, Viva! o aprendizado e a oportunidade do nosso crescimento. Deus sempre te ilumine. Te amo

Noemi Szcypula disse...

Minha querida, sempre que vc escreve fico visualizando, e te garante que cvejo com claresa (ou melhor viajo com suas postagens) dou boas risadas porque vc é uma palhacinha, linda, adorável, querida. Ah! o sonho de viajar!!! acho que vou!!!!!!!

Noemi Szcypula disse...

Te contei que a Andréia me deu de presenteuma viagem à Argentina? vamos no começo do ano que vem, ela até já comprou as passagens. Vamos< a sogra o Ka a Andréia e eu! que demais né???

Humberto Dib disse...

Olá, Graziella, te convido a participar com a tua visita do Projeto Babel, uma maneira de os bloguers estarmos unidos além do idioma.
Abraços.
Humberto.

www.humbertodib.blogspot.com

Mundo de Cami disse...

Que legal o seu blog!!
Sempre quis morar fora mas nunca tive coragem.
Boa sorte pra vc aí.
Imaginar essa cena é meio surreal, enfim ... me fez pensar em td oq a gente perde vivendo no nosso mundinho, né?!
Boa sorte.

Juju J'adore disse...

Amigaaaaa, vou dar mais valor ao meu pote de nutela ta bom!!! hehehehhehe. Bjinhoooos

Karen disse...

Amo avelãs!!!!! Pena que aqui no Brasil é tão tão caro e só aparece mesmo na época de Natal!!!
Lindo Blog! Estou seguindo!
Abraços de Borboleta ੴ